Guia de máscaras: quais são eficazes contra a covid-19?

Guia de máscaras: quais são eficazes contra a covid-19? - Local Confiável

O uso de máscaras de proteção se tornou parte do nosso cotidiano desde o início da pandemia de covid-19. O acessório reduz significativamente a propagação da doença, mas quais máscaras são mais eficazes contra o coronavírus? Descubra com a gente!

Hoje, usar máscaras em público é obrigatório na maior parte do mundo, mas muitas pessoas ainda fazem isso incorretamente. Simulações realizadas em universidades dos Estados Unidos demonstraram que se 80% da população utilizasse máscaras corretamente, a pandemia seria controlada com mais eficácia. Aliás, você sabe qual é a melhor maneira de usar a máscara?

Modo correto de utilizar as máscaras

As máscaras funcionam como uma barreira física para o vírus. Elas servem para proteger as mucosas da boca e do nariz, além de conter a emissão de partículas propagadas ao tossir, falar ou espirrar. Por isso, elas devem cobrir do nariz até o queixo, moldando-se bem ao rosto sem deixar vãos laterais.

Seu manuseio também precisa de atenção: não toque na área central da máscara, se precisar ajeitá-la, segure os elásticos. Além disso, não deixe as máscaras sobre mesas e balcões nem dentro do bolso. Leve com você um saco plástico para armazená-las quando precisar. Além de usar de maneira adequada, é essencial analisar a efetividade dela. Para isso, listamos aqui os modelos mais comuns e quais são indicados contra a covid-19:

Máscaras hospitalares

Mulher usando máscara hospitalar no dia a dia – LC

As máscaras cirúrgicas descartáveis podem reduzir o contágio do coronavírus em até 65% e chegam a ser três vezes mais eficazes do que os modelos de tecido. Seu descarte deve ser feito com atenção, pois o vírus pode permanecer na parte externa do equipamento por dias.

Mulher usando máscaras N95 PFF2 – LC

As máscaras filtrantes, classificadas como N95 (ou PFF2, no Brasil), KN95, N97, N99 ou N100 oferecem o tipo de proteção mais eficaz. Elas podem filtrar mais de 95% das partículas de ar. Lembre-se: ao contrário das máscaras de tecido, esses modelos não podem ser lavados nem borrifados com álcool, pois assim como na máscara cirúrgica, isso danificaria sua camada de filtragem.

A indicação é que, após cada uso, você deixe a máscara ventilando por no mínimo três dias, mas, se possível, sete. Uma opção é separar uma máscara para cada dia da semana e numerá-las. Não há um número determinado de vezes que você pode reutilizar as máscaras, mas pode-se seguir as orientações do fabricante.

Esses tipos de máscaras são principalmente indicados para quem frequenta ambientes com alto risco de exposição ao vírus, como hospitais, transportes públicos e aeroportos. Para o uso casual e em que o distanciamento é possível, as máscaras de tecido são em geral suficientes. 

Máscaras de tecido

Homem usando máscaras de tecido – LC

As máscaras de tecido, muitas vezes feitas em casa, são as mais populares e também têm regular eficácia no bloqueio da transmissão de covid-19. Com um preço bem mais em conta que as cirúrgicas, elas podem ser reutilizadas várias vezes, desde que lavadas com água e sabão depois de cada uso. Esse modelo é encontrado em formatos, cores e estampas diversas.

Precisamos ter atenção a algumas tendências que surgiram com a obrigatoriedade de utilização das máscaras. Muitas pessoas passaram a confeccionar o item em tecidos porosos, como nylon, tricô ou renda. Porém esses modelos dão uma falsa sensação de segurança, pois não têm capacidade de barrar o vírus. Para que a máscara de tecido seja eficaz, ela precisa ter uma barreira dupla ou tripla de trama fechada, como em poliéster ou algodão.

O uso de máscaras para um local confiável

Nos estabelecimentos comerciais com o Selo Local Confiável, o uso constante de máscaras é uma das exigências mais básicas que precisam ser cumpridas, juntamente com outros critérios analisados pelos nossos especialistas para aumentar a segurança dos colaboradores e clientes.

Para implementar a Certificação Local Confiável, é preciso que nosso time de profissionais comprove o cumprimento das práticas sanitárias no estabelecimento. Feito isso, disponibilizamos uma plataforma exclusiva em que estão listados com clareza todos os critérios de higienização do local.

Além disso, o sistema de monitoramento das práticas de higiene da Local Confiável permite a todos, via QR Code, enviar comentários de maneira anônima para sinalizar possíveis descumprimentos das normas.

Solicite um orçamento e faça da sua empresa um Local Confiável.

Leia mais: Não é novidade: máscaras já eram usadas muito antes da pandemia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *