OMS sugere reabertura de escolas: sua instituição está preparada?

OMS sugere reabertura de escolas: sua instituição está preparada? - Local Confiável

A reabertura das escolas voltou a ser tema de discussão após declaração da Organização Mundial da Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

De acordo com a atualização do guia sobre a retomada das atividades escolares divulgada no site da OMS, apenas locais que não possuem alternativa ou não podem operar com segurança devem manter a suspensão das atividades presenciais.

O órgão afirma ainda que a reabertura das escolas em alguns países não esteve associada ao aumento de casos da covid-19. Confira mais a seguir.

Declaração da OMS, UNESCO e UNICEF

OMS, UNICEF e UNESCO pedem aos governos prioridade na reabertura das escolas com a justificativa de que não há evidências suficientes de agravamento da transmissão do novo coronavírus em regiões que retomaram as aulas presenciais.

A atualização do guia destaca:

“Na linha de frente de todas as considerações e decisões deve estar a continuidade da educação das crianças para seu bem-estar geral, saúde e segurança. No entanto, todas as decisões terão implicações para as crianças, pais ou cuidadores, professores e outros funcionários e, mais amplamente, para suas comunidades e sociedades”.

Percebeu-se que a transmissão do novo coronavírus ocorreu mais entre os próprios funcionários das instituições do que entre funcionários e alunos. A análise feita sobre o fechamento das escolas indica que ele tem um impacto muito maior para a sociedade, considerando as consequências negativas para o desenvolvimento educacional infantil durante o período da pandemia — pois apenas 8,5% dos casos da doença relatados em todo o mundo foram de crianças.

Reabertura

Para a reabertura das escolas, além de ser essencial considerar a taxa de transmissão da doença em cada região, também é de suma importância o cumprimento dos protocolos de boas práticas, pois mesmo que haja indicativos de que as crianças são menos propensas à transmissão que os adultos, os cuidados com a higiene continuarão sendo obrigatórios.

A Certificação Local Confiável foi desenvolvida para auxiliar na criação de um protocolo personalizado para cada escola e conta com tecnologia QR Code para que o monitoramento das práticas obrigatórias de higiene da instituição possa ser realizado diariamente pelos colaboradores e pelos pais dos alunos.

Qualquer decisão de reabertura de instituições de ensino deve ser planejada considerando toda a preparação sanitária dos locais, o rodízio dos estudantes e a separação por idade.

A equipe Local Confiável é especializada no segmento e elabora protocolos seguindo as mais recentes orientações de organizações globais como a OMS, bem como dos governos federal, estadual e municipal e dos demais protocolos de órgãos públicos. Entre em contato para mais informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *